Visita ao Politecnico di Milano

Fui convidada pela querida Luiza Cini, diretora da Brinna (http://www.brinna.it) para visitar o centro de design do ‘Politecnico di Milano’ (http://www.design.polimi.it).

Fomos eu, Arq Tatiana Biffi e Arq. André Rigoni e, como sempre, nos surpreendemos!

Quando entramos no local, observamos toda a estrutura que uma universidade deve proporcionar ao aluno e quanto sério isso deve ser na formação profissional.

Infelizmente nossos centros acadêmicos são desprovidos de muita coisa. No politécnico, por exemplo, as modelagens são feitas em CNCs incríveis, o estúdio fotográfico é praticamente um teatro!

No átrio do prédio tem muitos espaços de uso público e lugares de estudo com muita integração. Lembrou a minha faculdade de arquitetura, UNIRITTER  em Porto Alegre/RS (ela estava alinhada com o que acontecida no mundo, me formei a quase 20 anos atrás!!!)

Entendo que um prédio que abriga um centro de design, arte e arquitetura deve ser diferente, pois são ideias que movem as pessoas e muita criatividade. Isso o politécnico tem!

As parcerias entre empresa-escola são reais! Os alunos saem com uma formação voltada ao mercado de trabalho e muitos  se formam e são empregados. A indústria italiana entende o design e precisa dele!

Questiono:

Será que um dia isso vai acontecer no Brasil de forma efetiva e em grande escala? Uma efetiva integração empresa-escola- profissional?

A Brinna do grupo Madesa é um dos poucos exemplos disso, aliás o grupo como um todo!

Até ouso dizer que na nossa região, Serra Gaúcha , temos outros exemplos, mas vejo que o empresário resiste. Não querem pagar pelo trabalho do profissional ou não esperam o tempo de maturação de um produto inovador.

Vejo com bons olhos o design, a pesquisa e a inovação! O Brasil precisa disso!

Um bom final de semana!

Cris Mioranza

Milão, 19/06/2015

C2 Arquitetos - Cris Mioranza Arquitetura Ltda.

Leave a Reply